A hipófise, ou glândula pituitária, é uma glândula endócrina mais pequena, tem o tamanho de uma ervilha e é localizada na base do cérebro, mais precisamente em uma pequena cavidade do osso bico chamada cadeira turca. Na hipofisis ocorrem importantes hormônios, como a prolactina, o hormônio do crescimento ou da hormona estimulante da tiróide , entre outras. A hipófise pesa cerca de 100 mg por nascer, crescer rapidamente durante a infância para alcançar um peso no adulto 500 mg Os aumentos no tamanho da hipófise, de 12% a 100%, durante a gravidez e a amamentação deve ser a hipertrofia e a hiperplasia das células que secretam prolactina. A hipófise é composto de três partes: o lobo anterior, o lobo intermediário e o lóbulo posterior. O lóbulo anterior ou insulina é a maior parte da glândula, que compreende cerca de 75% do volume total da pituitária e é composto por três partes: 1)"Lateral pars ou pars distalis", é a parte maior e contém principalmente células que produzem o hormônio do crescimento (GH) e a prolactina (PRL), bem como o hormônio folículo estimulante (FSH) e o hormônio luteinizante (LH). 2) "Medial da pars", contém, principalmente, células que produzem o hormônio corticotropina (NEUTRÓFILOS) e hormônio estimulante da tireoide (TSH), bem como de FSH e LH. 3) "Pars tuberalis", é a continuação para cima da pars lateral. Envolve o caule infundibular e contém principalmente células que produzem a TSH, LH e FSH. Lobo intermediário é rudimentar, representa menos del1% da massa total de uma glândula pituitária adulta e o lóbulo posterior ou neurohipófisis é basicamente uma extensão para baixo do hipotálamo. As lesões da glândula pituitária podem ser classificados em dois grupos: – T –tumores– – T –tumores não– As lesões tumorais -tumores - são os mais comuns, cerca de 90% do total, e entre elas destacam-se defeitos congênitos, distúrbios circulatórios, hiperplasia hipofisária e as diversas formas de hipofisitis. Fonte Imagem ThinkStock.