O verão está prestes a chegar, por isso é o momento perfeito para começar a planejar as férias que nos permitam tomar um merecido descanso, desligar-se da rotina diária, buscar a tranquilidade e desfrutar de muito tempo de lazer. É a época mais esperada do ano para muitas pessoas, mas tudo chega ao fim e o retorno pode ser muito difícil. A volta à rotina, ter que voltar a pegar o ritmo e as obrigações laborais ou escolares provoca na maioria das pessoas um certo grau de estresse. É o que se conhece como estresse, síndrome ou depressão pós-férias. Esta mudança de estilo de vida envolve um esforço físico e/ou intelectual e uma tensão emocional. Esta situação obriga a adaptar-nos progressivamente às novas circunstâncias. No entanto, o regresso das férias de verão e a volta à rotina diária pode provocar respostas que ultrapassam a capacidade de adaptação das pessoas. Isso faz com que se crie no indivíduo um estado de agitação e ansiedade que provoca, por sua vez, uma série de sintomas e desconforto. É então que se pode falar de stress pós-férias. Este transtorno ocorre com maior freqüência em pessoas jovens que se consagra ao trabalho de uma forma brusca, sem tempo para se adaptar, assim como em indivíduos que não estão satisfeitos com a sua vida e também entre aqueles idealizan as férias como a expressão máxima de seu bem-estar pessoal. O que está claro é que nunca é fácil voltar ao trabalho e a rotina diária, depois de longos dias de descanso, sol, praia e lazer, sem horários ou obrigações de qualquer tipo. Daí que seja muito importante identificar alguns dos sintomas físicos e psíquicos mais comuns dessa síndrome para nos ajudar a wikipédia expandindo-o. – Falta de interesse e motivação para realizar qualquer tipo de atividade. – Cansaço e falta de energia – Tristeza, nervosismo e irritabilidade constantes – Dores musculares – Sensação de falta de ar – Distúrbios do sono como insônia ou despertar precoce – Desconforto no estômago – Taquicardia – Falta de concentração e a criatividade – Atitude negativa e a repetição dos mesmos pensamentos pessimistas. – Alterações do apetite – Diminuição da libido. O sexo perde o interesse na pessoa – Indiferença. Não se goza com as coisas que antes nos gostaram e dificuldade para entrar em sintonia com o resto de pessoas Há que ter em conta que todos estes sintomas têm fácil solução. Como se costuma dizer, mais vale prevenir do que remediar. Daí que a melhor maneira de evitar a síndrome pós-férias é prevenir o seu aparecimento. Por isso, é importante conhecer uma série de dicas que nos serão de grande ajuda para lidar muito melhor com o regresso das férias. – Tenta utilizar-se pouco a pouco a rotina diária. Não volte ao trabalho ou às aulas justo o dia depois de chegar das férias. – Faça desporto. Além de ser um dos melhores aliados que existem para a nossa saúde, ajuda a liberar endorfinas, que são substâncias que reduzem o cansaço causado pelo estresse. Tenta dedicar entre meia e uma hora por dia para fazer algum tipo de atividade física, como caminhar, correr, nadar ou andar de bicicleta. – Planeie o seu tempo livre para que você possa realizar aquelas atividades que você gosta e divirta-se. Deste modo, ele irá desconectar dos problemas e nos ajudar a lidar com o estresse em nossa vida. Há que saber desligar-se do emprego, uma vez terminada a jornada de trabalho. – Do mesmo modo, há que dedicar tempo aos nossos familiares e amigos. Manter uma boa vida social e familiar ativa, comunicativa e rica nos ajudará a controlar melhor o estresse, assim como a esquecer a carga de trabalho e as dificuldades do dia-a-dia. – Levar uma vida saudável. Uma dieta rica e equilibrada é fundamental. Há que distribuir as refeições ao longo do dia (o ideal é fazer 5 refeições), evitar refeições pesadas e as gorduras. Além disso, é interessante tomar de forma habitual de frutas, legumes, lácteos e alimentos antioxidantes. Beber água ajuda também a controlar os momentos de nervosismo ou tensão. Elimina o álcool e o tabaco e limita o consumo de café e cafeína. – Descansa, todos os dias, o suficiente para recuperar as energias e manter um bom estado físico e mental. – Realizar técnicas de relaxamento, já que nos permitem reduzir a tensão nervosa, melhorar o nosso humor e nos sentirmos melhor em geral. É importante aprender exercícios de respiração e relaxamento para controlar os estados de estresse. – Manter uma atitude positiva nos será de grande ajudar para prevenir a síndrome pós-férias. Tenta sempre ver o lado positivo, siga as dicas acima e você verá como a custa pós-férias já não é tão íngreme.